Rate:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars 21 vote(s)
Loading ... Loading ...
6 Comments

In this podcast Ricardo Vargas talks about the concept of quality vs. the costs included to deliver the quality. He shows that the costs related to the creation of attributes that aren’t perceived by the client are a direct waste of capital. On the other side, the costs related to the production of real value that is perceived by the client are considered an investment in the project quality.

 
[6:10m] Download

(This podcast is also avaiable in Brazilian Portuguese. Listen to the Portuguese version)

Generate PDU Report

  1. Muito boa a abordagem, desmistificando alguns padrões extremamente impositivos que esquecem o grau de qualidade de um produto ou serviço deve ser definido de acordo com necessidade do cliente em um determinado momento. Principalmente nos tempos de atuais, essa é a forma de transformarmos a qualidade em valor no lugar de um peso.

  2. :: Sensacional e simples! Parabens Ricardo, mensagem singular e objetiva!

  3. Eduardo Scoz says:

    Sinceramente, discordo plenamente com o que foi passado neste seu podcast.

    Qualidade é algo muito diferente de requerimentos. Sua idéia de que usar mármore italiano em uma casa popular é igual a manter a qualidade em um projeto alta é completamente errada.

    Ter marmore italiano num apartamento de luxo é um business requirement, e isso não tem nada a ver com qualidade. A forma com o que o mármore foi cortado, porém, indicaria a qualidade: se foi cortado a laser, indica que o projeto foi feito apropriadamente, se foi cortado a mão com uma serra eletrica, a qualidade é baixa.

    Qualidade é algo totalmente ortogonal à requerimentos. Tanto o apartamento de luxo quanto a casa popular tem um mínimo de qualidade que é aceita como essencial. As paredes de ambos são projetadas utilizando as mesmas regras de engenharia, e os tijolos de ambos são feitos com produtos com qualidade requerida para a parede sendo criada.

    Dizer que qualidade de um projeto é um requerimento funcional e muda conforme a necessidade do cliente é tentar arranjar desculpa para fazer projetos mal feitos. Pra piorar, a parte mal feita é escondida em algo na qual o cliente não tem controle e só vai descobrir depois de muito tempo. Qualidade é essencial à qualquer projeto; abrir mão disso é jogar fora décadas de estudo em troca de alguns trocados.

    • Karen Nunes says:

      Eduardo, Acho que você entendeu de maneira distorcida, o que o Ricardo quis dizer é que A qualidade se torna um bom investimento, pois existem pessoas dispostas a pagar. Produtos de baixo ou alto padrão, que fazem toda a diferença.

  4. Os exemplos foram muito bons e essenciais, afinal muitas pessoas ainda se confundem e não sabem explicar o que é qualidade. Muitas vezes achando que é algo que sempre gera despesas, quando na verdade, é um investimento que gera lucros.

    E quando o mercado se torna mais competitivo a qualidade torna-se um diferencial e aumenta a competitividade de uma empresa/produto.

    Parabéns pelo belo trabalho!

    Fabrício Ferrari de Campos

  5. Qualidade eh o que o cliente sente, se ele tem alegria, satisfacao, extase ao receber seus servicos ou produtos sua empresa esta no caminho certo. Mas, se ao contrario disto, sua empresa entrega uma infinidade de beneficios que nao sao percebidos pelo cliente, por mais que tenham gastado uma montanha de dinheiro, nao conseguirao agregar valor ao produto, somente custo.

Leave your comment ( * Required fields )

Disclaimer
We reserve the right to exclude any comment with offensive, pejorative, promotional or out of the context content. Read the full disclaimer.