Avalie:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars 4 voto(s)
Loading ... Loading ...
0 Comentários

Ouça abaixo podcast sobre reservas de riscos que originou esta enquete.

Neste podcast, Ricardo fala sobre a diferença entre a Reserva de Contingência e a Reserva Gerencial. Ele explica que ambas funcionam com uma proteção financeira para o projeto e que a reserva gerencial está muito ligada ao grau de percepção dos riscos da empresa.

Resultados da Enquete

Sua empresa dimensiona reservas financeiras para os projetos

Análise dos Resultados

Um resultado bastante interessante. Se pensarmos que as pessoas que frequentam o site e responderam a enquete têm conhecimentos de gerenciamento de projetos, o resultado é um pouco incoerente para quem aplica boas práticas de projetos, uma vez que 62% dos entrevistados afirmaram não ter nenhum tipo de reserva.

As reservas, em sua maioria, são vistas pelos gestores como “gordura” e, por isso, seriam desnecessárias. Outros comentários que eu recebi de alguns participantes consideram que, se o gerente de projetos souber da existência de uma reserva, ele automaticamente irá consumi-la (Lei de Parkinson).

De acordo com a enquete, 18% dos entrevistados têm reservas de contingência, ou seja, reservas para riscos já identificados no plano de riscos. Isso é um indicativo de que ao menos existe certo nível de planejamento de riscos nesse grupo de participantes.

Os 8% que afirmaram possuir apenas reservas gerenciais possivelmente as têm porque a reserva gerencial é um padrão de planejamento. Ela independe de uma análise de risco completa para ser determinada. Usualmente, organizações atribuem um percentual do orçamento do projeto como reserva gerencial a partir de lições aprendidas de projetos anteriores e estudos de mercado. Portanto, esses 8% somados aos 62% dos que não possuem nenhuma reserva totalizam 70%. Isso sugere que 70% dos participantes não aplicam processos de gerenciamento de riscos adequadamente.

Na direção oposta, 11% dos participantes afirmaram ter os dois tipos de reserva, o que denota a mais madura prática de gestão de riscos. Protegendo-se os riscos conhecidos com a reserva de contingência e os riscos desconhecidos com a reserva gerencial, tem-se uma proteção elevada contra eventuais flutuações nos riscos.

Obviamente, a soma das duas reservas acaba onerando o orçamento do projeto, confirmando que todo tipo de proteção tem um preço a ser pago ou pelo menos um valor a ser “reservado”.


Deixe seu comentário ( * itens obrigatórios )

Ressalvar
Nós reservamos o direito de excluir qualquer comentário com conteúdo ofensivo, pejorativo, promocional ou que esteja fora do contexto. Leia a ressalva completa.

Podcasts relacionados


Sugira um podcast

Você tem sugestões de temas para futuros podcasts?
Envie a sua e participe!

Pegue o nosso Widget!

Instale o widget do 5" PM Podcast em seu site compartilhe com seus leitores os últimos podcasts de Ricardo Vargas.
Veja as instruções.

Tags populares