Neste podcast, Ricardo fala sobre o gerenciamento de prazos, ele explica que muitas pessoas ficam vinculadas à gestão de tempo e comenta que o atraso funciona como um termômetro, mas não necessáriamente é um problema no gerenciamento dos prazos, mas pode ser em uma má gestão de escopo, recursos humanos ou outros problemas que o gerente não conseguiu identificar.

 
[3:09m] Download

Listen to the English version


  1. Ricardo, In the sentence “but it may not necessarily be a problem in time management and it can resoult in poor management of scope”, the word “resoult” means “result”?

  2. Christiana Issa disse:

    Muito boa crítica! O fato de sempre tentarmos “materializar” os resultados restringe muito a análise a prazo e custo … e por muitas vezes a causa destes comportamentos está embutida em etapas da gestão.

  3. Eduardo Spinosa disse:

    Ola Ricardo.

    Muito simples e completa sua consideração sobre a Gestão do Tempo. Podemos estender esse conceito também para outras áreas, como o custo por exemplo. Tanto o atraso no tempo quanto o estouro do custo são efeitos que possuem uma causa raiz. Algumas ferramentas de Análise e Solução de Problemas podem nos ajudar a identificar essa causa, como a técnica das 5 Porques. (Por que do por que do por que, etc, até achar a causa raiz), e como consequência não podemos deixar de registrar as lições aprendidas. Se não der para corrigir nesse, que pelo menos façamos melhor no próximo.

    Abraço,

    Eduardo.

  4. Eu penso que um bom gerenciamento de riscos tira o peso que as pessoas colocam no gerenciamento de tempo.

    Muita paz!

Deixe seu comentário ( * itens obrigatórios )

Ressalvar
Nós reservamos o direito de excluir qualquer comentário com conteúdo ofensivo, pejorativo, promocional ou que esteja fora do contexto. Leia a ressalva completa.