A Macrosolutions é capaz de implantar com sucesso os processos de Gerenciamento de Riscos dentro de seus projetos e operações, pois utilizamos o estado da arte em ferramentas e processos para o gerenciamento de riscos, incluindo os mais modernos simuladores matemáticos, processos de armazenamento e modelagem de dados efetivos e uma das mais completas e atualizadas estruturas de decomposição de riscos (RBS) do mercado.

Somente quem está na vanguarda dos processos pode ajudar sua organização na criação e gerenciamento das oportunidades e das ameaças geradas pelo cenário de incertezas.

Principais problemas abordados

  1. Crise e caos permanente decorrente do desconhecimento dos riscos
  2. Reservas financeiras mal estimadas: excessivas ou insuficientes
  3. Baixo conhecimento das reais incertezas do projeto/operação
  4. Percepção iminente de risco sem nenhuma percepção de controle
  5. Prazos inviáveis estabelecidos para os trabalhos
  6. Oportunidades perdidas ou identificadas tardiamente
  7. Aumento constante dos improvisos
  8. Tomada de decisão tardia e inefetiva

Escopo dos trabalhos

  • Desenho do Processo Simplificado de Gerenciamento de Riscos
  • Criação da Estrutura Analítica de Riscos (RBS)
  • Desenvolvimento do Modelo de Registro de Riscos (Risk Register)
  • Estudo, desenvolvimento e implantação de simuladores de prazo e custo (Monte Carlo e análise “What-if”)
  • Tratamento estatístico dos riscos
  • Modelagem matemática de benefícios e ameaças intangíveis ou não mensuráveis diretamente (Estimativa Bayseana)
  • Modelagem matemática das reservas financeiras e de prazos
  • Criação de indicadores de desempenho em riscos
  • Planejamento de cenários (Scenario Planning)
  • Implantação do processo de contingenciamento
  • Desenvolvimento e implantação dos gatilhos (triggers) de risco dentro do escopo dos projetos/operações
  • Realização de prova conceitual e piloto
  • Operação assistida

Ficha técnica

Duração estimada dos trabalhos da consultoria [?]
3 a 4 meses
Complexidade dos trabalhos [?]
Média
Equipe do cliente (mínima necessária) [?]
1 Analista de Projetos/Riscos
Alocação equipe cliente x Alocação equipe Macrosolutions [?]
15% Equipe cliente
85% Equipe Macrosolutions
Ricardo Vargas (papéis e responsabildades) [?]
Gerente de Projeto
Número estimado de visitas do projeto [?]
4 visitas
Nível de maturidade (mínimo requerido) [?]
Baixo a médio
Nível de abrangência Organizacional [?]
Corporativo: ★★★★
Departamental: ★★★★
Projeto: ★★★★
Idioma(s) [?]
Português, Inglês, Espanhol

Mais informações

Quer saber mais sobre a consultoria Estruturação dos Processos de Gerenciamento de Riscos?

Entre em contato


Depoimentos

Ricardo é atualmente o mais poderoso Guru do Gerenciamento de Projetos do mundo todo. Ele é um achado; envolve as pessoas com suas percepções e pensamentos. Ver Ricardo atingir novos horizontes do Gerenciamento de Projetos é um orgulho para todos do Brasil.

Hilario Martins

Gerdau | São Paulo, Brasil

Ricardo Vargas tem paixão em fazer o que faz quando se trata de ensinar Gerenciamento de Projetos ou simplesmente de gerenciar projetos de acordo com os altos padrões do PMI. Sua paixão é contagiante e isso tem sido uma ótima e valiosa contribuição para o esforço desafiador de elevar os padrões do gerenciamento de projetos mundialmente.

Rodolfo de Aguiar

Sonangol EP | Luanda, Angola

Conheci Ricardo em Miami, Flórida. Ele tem, simplesmente, outro nível de conhecimento sobre seu trabalho. É uma inspiração para qualquer pessoa que queira ter sucesso nos negócios, já que ele está sempre em busca de melhor qualificação a fim de levar mais benefícios a seus clientes. Recomendo altamente o Ricardo Viana como um dos melhores profissionais de gerenciamento de projetos do mundo.

Alessandro Menezes

Hamburg Sud | Europe, US, Regional, Florida, USA

Padrões
Áreas
  • Padrões e metodologias suportados

    Project Management Institute (PMI)
    PMBOK Guide Sim
    PMI Practice Standard for Estimating Sim
    PMI Practice Standard for Earned Value Management
    PMI Practice Standard for Configuration Management
    PMI Practice Standard for Risk Management Sim
    PMI Practice Standard for Work Breakdown Structure Sim
    PMI Practice Standard for Scheduling Sim
    PMI Standard for Portfolio Management
    PMI Standard for Program Management
    PMI Project Manager Development Competency Framework
    Organizational Project Management Maturity Model (OPM3®)
    UK Office of Government Commerce (OGC)
    PRINCE2 (Projects in Controlled Environments) Sim
    MSP (Managing Successful Programmes)
    M_O_R (Management of Risks) Sim
    P3M3 (Portfolio, Programme, and Project Management Maturity Model)
    P3O (Portfolio, Programme and Project Offices)
    MoP (Management of Portfolios)
    MoV (Management of Value)
    Scrum Alliance
    Scrum Methodology
    International Project Management Association (IPMA)
    ICB® IPMA Competence Baseline
  • Áreas: abrangência da abordagem

    Área Abrangência Descrição
    Integração ★★★★ Inclui os processos necessários para assegurar que os vários elementos do projeto sejam adequadamente coordenados.
    Escopo ★★★★★ Inclui os processos necessários para assegurar que o projeto inclua todo o trabalho necessário, e somente o trabalho necessário, para completar o projeto com sucesso.
    Tempo ★★★★★ Inclui os processos necessários para assegurar a conclusão em tempo hábil do projeto.
    Custo ★★★★★ Inclui os processos necessários para assegurar que o projeto seja completado dentro do orçamento aprovado.
    Qualidade ★★★ Inclui os processos necessários para assegurar que o projeto irá satisfazer as necessidades para as quais ele foi empreendido.
    Recursos Humanos ★★★ Inclui os processos necessários para tornar mais efetivo o uso das pessoas envolvidas com o projeto.
    Comunicações ★★★★★ Inclui os processos necessários para garantir a geração oportuna e adequada, coleta, disseminação, armazenamento e disposição final das informações do projeto.
    Risco ★★★★★ Processo sistemático de identificar, analisar e responder aos riscos do projeto. Ele inclui maximizar a probabilidade e conseqüências de eventos positivos e minimizar a probabilidade e conseqüências de eventos adversos aos objetivos do projeto.
    Aquisições Opcional Inclui os processos requeridos para adquirir bens e serviços de fora da organização executora para atingir o escopo do projeto.
    SSMA Opcional Envolve os processos relacionados aos trabalhos de segurança, saúde e meio ambiente, incluindo regulamentações específicas.
    Planejamento Estratégico ★★★ Envolve os processos que relacionam os projetos com a estratégia corporativa através dos indicadores dos objetivos do Balanced Scorecard.

Informações complementares Topo ↑

O gerenciamento de riscos é uma das áreas dentro do gerenciamento de projetos em que mais se investe atualmente, buscando-se conhecer e administrar devidamente os riscos de um projeto.

Conhecer as ameaças e oportunidades associadas aos projetos e operações permite que a organização ganhe vantagem diante dos competidores, dê enfoque à fabricação do produto correto na primeira vez, evite surpresas e diminua consideravelmente o gerenciamento por crise.

Os processos de gerenciamento de riscos,quando devidamente implementados, são capazes de definir o nível de tolerância organizacional às variações ambientais e em seguida identificar as potenciais ameaças e oportunidades.  Além disto, a organização compreenderá melhor a natureza dos trabalhos e envolverá os membros do time,de forma efetiva, para identificar e responder a essas potenciais oportunidades e ameaças, geralmente associadas a tempo, qualidade e custos.

"Você deseja uma válvula que não vaze e faz todo o possível para desenvolvê-la. Mas no mundo real só existem válvulas que vazam. Você tem de determinar o grau de vazamento que pode tolerar." -Peter Bernstein (Desafio aos Deuses)

Em seguida, uma análise detalhada do risco é realizada para determinar precisamente o seu grau de probabilidade e impacto nos objetivos do projeto ou operação. Nessa etapa são utilizados modelos estatísticos e mecanismos sofisticados de simulação e construção de cenários.

Então, estratégias de resposta são desenvolvidas visando eliminar, mitigar ou aceitar as ameaças ou buscar, melhorar ou ignorar as oportunidades. Nessa etapa planos de contingência são desenvolvidos e reservas são calculadas e dimensionadas.

Finalmente, os riscos identificados são monitorados ao longo de todo o trabalho para assegurar que as reservas serão suficientes para controlar as ameaças e alavancar as oportunidades. Também são identificadas novas ameaças e oportunidades, bem como são arquivados os riscos que já não existem mais.