Rate:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars 4 vote(s)
Loading ... Loading ...
3 Comments


Poll Results

chart_megaprojects

Results Analysis

The results are evenly distributed among the four mega-projects. None of them showed a pronounced distinction on the others. However, it is surprising to note that only 18% of participants considered the Olympics of 2016 in Rio de Janeiro as the most complex of them and that the World Cup of Soccer had been the leader in this poll with 32% of the votes.

Before discussing this contrast, it is important to understand what we consider as complexity in a project. Complexity is the intensity of work, besides cultural, geographical, legal, social challenges among many others. Of course there is no meter-tape to measure this, a kind of “complexometer”, which allows comparing unique things. But we must have some criteria to define what is complex.

In my point of view, the Olympics and the Pre-Salt exploration are, by far, the most complex projects that we undertake in Brazil. And, also, the World Cup would be the last. And why my opinion is different from a result on which 357 people from many areas opined?

Well, let’s go to the answers.

World Cup

In my opinion, the World Cup is the first of these events to finish and many of the interviewees used the term “Urgency” as a translation for “Complexity” This is also the project in evidence in media nowadays, attracting more criticism and comments. Of course, we also have a clear public interest caused by the Brazilians love for soccer.

But if we look at the World Cup, we see that the event brings together 32 teams and that each one has 22 athletes. Imagining that each country will take about 50 other professionals, we have a delegation of 72 people involved and a universe of less than 2,500 people. They are going to be distributed in 11 cities and there is just one sport as a target.

Olympic Games

Moreover, the Olympic Games bring together more than 10,000 athletes, technical committees, etc. Furthermore, we have a lot of sports being practiced in different locations and each of them has different needs. Finally, we have it all being held in Rio de Janeiro that, by itself, without the Games, already has a lot of challenges related to urban mobility and security.

Pre-Salt

If investment is the criterion that defines complexity, there is only one project to consider here. It is impossible to compare any investment to the Pre-Salt. We are talking about more than a hundred billion dollars invested in the next 15 or 20 years.

Amazon Basin

If the criterion is environmental or cultural, we can choose the hydroelectric stations in the Amazon Basin. Giant projects are being carried out in an area with all sorts of possible environmental challenges. And these environmental challenges, coupled with the lack of skilled workforce, increase the complexity of these projects.

Ranking

Well, as we can see, all the four projects present a huge complexity, but if I could do a “personal” ranking of them, subject to criticism, I would put them in the following order:

  • Level 1 – Olympic Games and Pre-Salt
  • Level 2 – Hydroelectric stations in the Amazon Basin
  • Level 3 – World Cup (a close second to the hydroelectric stations in the Amazon Basin)


  1. Ricardo Gonçalves says:

    Interessante o ponto de vista do Ricardo Vargas a cerca dos projetos citados nessa enquete. Sua explicação retrata o quão é importante um gerente de projetos “ter a mente aberta” e uma visão sistêmica apurada. Parabéns ao xará pelo seu grande profissionalismo e contribuição para os interessados em gerenciamento de projetos.

  2. Rafael Alves Rodrigues says:

    Ricardo, segue a minha visão em relação ao seu ranking, trantado apenas da comparação Copa x Olimpíadas. Acredito que a Copa é um projeto mais complexo que a Olimpíadas dada a descentrazalização e o envolvimento de muitas cidades ( não serão apenas as 11 sedes as envolvidas). Mesmo do ponto de vista da gestão poder ser encarado como compartilhada, a integração dos principais pontos do país é complexa. Não vejo a complexidade para a execução dos esportes como o ponto crítico no período do evento, vejo o atendimento ao público como mais crítico. E para o evento da Fifa isto passa muito por esta integração das cidades, sua preparação para os eventos.
    Por falar em preparação, a Copa envolve 11 mega obras civis, além da estruturação urbana, a cultura muito diferente nos pontos geográficos ( distantes) do país. A Olimpíadas tudo é geograficamente melhor colocado. De quebra, as duas últimas Olimpíadas além da própria Copa do Mundo, podem e já devem ter fornecido, uma boa base histórica para o projeto de 2016, já 2014 será 20 anos após a última Copa em um país geograficamente equivalente, e os yankess nem sabiam o que estava acontecendo por lá na época!

    Ah, acredito que nem é necessário agradecer pelo o que você faz pela Gestão de Projetos no país, com certeza é o principal nome do território no assunto e exemplo para todos nós, Gerentes de Projetos. Parabéns!

    Abraços

  3. Stuart says:

    Ricardo,

    Concordo bastante com o Rafael.

    Do ponto de vista político e cultural, temos uma miscelânea que se completa como apenas uma entega: Copa do Mundo de Futebol FIFA Brasil 2014.
    Não adianta Belo Horizonte ou Fortaleza cumprirem os objetivos se alguma outra sede falhar. No meu entender há falha na entrega.

    Existem muitas barreiras políticas pontuais e não existe uma área “centralizadora” que tenha o poder de fato de encaminhar todos os projetos de sede com um único peso e medida. O projeto fica à mercê de muito interesse político e também muitos interesses “pessoais”.

    O porjeto de Olímpiadas herdará muito de infra-estrutura já criada para a copa, além de uma cultura de mega eventos já experimentada.
    Ficará menos vulnerável às variações políticas e regionais que a copa.

    Pré sal é muito complexo também pois envolve muitos interesses políticos e pode sofrer retaliações em função da divisão de royalties, etc…além do mais é um projeto com altissímos nível de investimento ,um projeto de pouca base de conhecimento e é o projeto a mais longo prazo. – Ao meu ver é o mais complexo.

    Com relação ao projeto da hidroelétrica, não tenho muita base para discutir. Apenas o que vejo é um grande risco ambiental que não sei se foi bem mitigado.

Leave your comment ( * Required fields )

Disclaimer
We reserve the right to exclude any comment with offensive, pejorative, promotional or out of the context content. Read the full disclaimer.

Related podcasts


Podcast suggestion

Got a theme suggestion for future podcasts?
Send yours here!

Get our Widget!

Get the 5" PM Podcast widget and display the latest podcasts from Ricardo Vargas on your site.
See the instructions.

Popular tags