Rate:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars 14 vote(s)
Loading ... Loading ...
8 Comments

In this podcast, Ricardo talks about projects in services. He explains that many people associate projects to major constructions and tangible products, but a training program or an improvement in the organization are also projects. He remembers that the project is to be temporary and unique and the service sector benefits greatly by using the best practices in Project Management.

 
[5:03m] Download

(This podcast is also avaiable in Brazilian Portuguese. Listen to the Portuguese version)

Generate PDU Report

  1. Fábio Sanzio says:

    Bom dia Ricardo.

    Ótimo Podcast para estimular a área a se desvencilhar de suas amarras. Muito interessante.

    Se puder dar uma sugestão, utilize como exemplo da utilzação de GP na área de serviços a produção e organização de Megaeventos Esportivos, como Jogos Olímpicos.

    É o meu objeto de estudo e formação e vem ganhando cada vez mais espaço e notoriedade.

    Um grande abraço e mais uma vez parabéns, seu trabalho é de altíssima qualidade.

    Fábio Sanzio Corrêa

  2. Adalberto A. Moreira says:

    Parabéns pelo Podcast, Sito como exemplo oferecer BPO (Business Process Outsourcing), que vem cada vez mais sendo utilizado por gestores de empresas no Brasil.

    Gerenciamento de Projeto entra com papel importante para garantir parcerias duradouras e sustentáveis.

    Adalberto A. Moreira

  3. Vitor Rodrigues says:

    Muito bom. Falo sobre este assunto praticamente todos os dias, tentando imprimir a visão de GP nos pequenos e médios empresários, prestadores de serviço.

  4. Parabéns pelo podcast, mas gostaria de uma complementação, onde projeto e intervenção (Luzio 2009)se diferem?

  5. Legal Ricardo, eu atuo como consultor em gestão empresarial e todos meus projetos são basicamente implantação de soluções através de serviços. Diferente da linha tradicional, eu entrei para o mundo dos projetos pela porta dos serviços.

  6. Isac Nudelman says:

    Ricardo,

    Adorei esse ‘podcast’ e nossos governantes deveriam encarar a copa do mundo e jogos olímpicos como projetos, mas estão agindo como amadores.

    Você poderia ser o responsável por essa ‘puxada’, pois você é fantástico!

    Abs.,

    Isac.

  7. Ricardo,

    Muito interessante e pertinente o tópico, por demonstrar que a Gestão de Projetos não está apenas atrelada à Engenharia ou TI.

    Em minha última experiência profissional tive como objetivo estruturar processos administrativos, e os fiz dando-lhes um caráter de Programas de Projeto, organizando várias pequenas ações atreladas à uma área em específico.

    Exemplificando, a criação de uma área de RH contou com uma série de projetos menores, sequenciados por prioridade e que se auto-alimentavam, como contratação de um(a) supervisor(a), elaboração de uma pesquisa de clima organizacional, revisão dos contratos de benefício, criação de programa interno de sugestão de idéias, criação de política de admissão e demissão, e estrutura de cargos e salários, alteração da instituição bancária responsável pelo pagamento de folha, etc.

    Haviam ainda programas similares para as área de Suprimentos, SESMT, Meio-Ambiente, Manutenção e Qualidade.

    Ao final posso afirmar que os resultados obtidos – implantação e reestruturação de todas essas áreas de serviços – apenas foram possíveis por conta da aplicação das técnicas de Gestão de Projetos.

  8. FRANCISCO TAVARES says:

    Gerenciamento Projeto no Setor de Serviços
    produto nao é fisamente tangivel

    Definiçao – esforço temporario (começa e termina) e unico, nao é rotina.

Leave your comment ( * Required fields )

Disclaimer
We reserve the right to exclude any comment with offensive, pejorative, promotional or out of the context content. Read the full disclaimer.